O nosso quarto montessoriano (parte III)

O nosso quarto montessoriano (parte III)

E para finalizar a nossa série sobre o nosso quarto Montessoriano, vamos falar sobre o armário de roupas.

Se você perdeu nossos posts anteriores sobre o nosso quarto Montessoriano segue o link: Nosso Quarto Montessoriano (Parte I) e (Parte II)

“Nunca ajude uma criança naquilo que ela acredita que possa fazer sozinha.”

(Maria Montessori)

O Armário Montessoriano

 

Para Maria Montessori a liberdade e a independência são duas situações que caminham juntas. E no contexto da independência  o armário acaba se encaixando.

Em seu livro Mente Absorvente, Maria Montessori relata a identificação de alguns planos importantes ao longo da vida em que ela denominou de planos de desenvolvimento. Nesses planos as crianças entre 0-6 anos tem uma grande necessidade de independência física, ou seja: “Me ensine a fazer tudo sozinho“. Segundo Maria Montessori a própria criança tem necessidade de querer aprender a se vestir, a comer, a fazer xixi e etc. Lembram que a criança tenta a todo custo se encaixar em nosso mundo adulto? Pois bem, se encaixar em nosso mundo adulto consiste em fazer tudo o que fazemos, mas sozinha.

Portanto no sentido de facilitar essa necessidade infantil, Maria Montessori sugeriu que os armários de roupas, sapatos, roupas íntimas, brinquedos, armário de material de higiene, de lavar as mãos, de pratos, talheres, tudo, tudo, mas tudo mesmo, estivessem na altura da criança. Para que? Para que a própria criança pudesse acessar quando ela tivesse necessidade ou quando lhe fosse solicitada alguma ajuda.

E assim a independência se inicia

Então voltando ao armário de roupas, conforme a imagem acima, a idéia é que tanto o cabideiro, como sapateiro e as gavetas, estejam acessíveis a criança. Outro detalhe muito importante: os mesmo não devem ser abarrotados de roupas, calçados e etc.

Mas como não? Maria Montessori defendia que o armário acessível a criança além de ser uma oportunidade de trabalhar a independência, é uma grande oportunidade de trabalhar a liberdade de escolha. Por isso devem ser colocados não mais que cinco opções de roupas para as crianças.

Pare e pense: quem geralmente escolhe as roupas para o filho ou filha? Seus pais, avós, tios e assim por diante. Nesse caso a própria criança escolheria a roupa com a qual ela quer sair naquele dia!

Mas como assim ela escolhe? Sim, seu filho (a) teriam a liberdade de escolher se naquele dia vão de calça jeans ou moletom!! Mas calma, calma, calma, tudo isso dentro de um certo controle seu. Logicamente que você não irá deixar como uma opção uma roupa de frio para o dia de verão. Está bem que em Curitiba tudo é possível….hehehehe.

Brincadeiras a parte, a idéia é que as roupas passem por uma seleção sua antes de irem ao cabideiro. A idéia também é que haja um rodízio de roupas semanalmente ou quinzenalmente conforme a demanda.

O armário do nosso quarto Montessoriano

Conforme mencionado no post O Quarto Montessoriano quando o Jonas e eu pensamos em montar o quarto montessoriano ao Thomas, tivemos que fazer algumas adaptações já que os móveis eram sobre medida.

Pois bem os armários possuíam diversas prateleiras para que as roupas fossem dobradas e guardadas. Embora o Thomas ainda não tenha idade para se vestir sozinho, nós tiramos duas prateleiras e colocamos a barra para cabides. Além disso colocamos alguns brinquedos em caixa organizadora e deixamos os sapatinhos dele em sua altura.

O que o Thomas faz com tudo isso? Ele abre as portas de seu armário, pega calçado por calçado, cheira, morde e coloca no lugar de novo de forma desorganizada é claro…hehehe

Embora ele ainda não utilize esse espaço para escolher suas roupas, ele já percebe que esse armário é dele e que suas coisas estão a sua altura e disponibilidade.

E aqui encerramos nosso último post sobre o Quarto Montessoriano.

Até próxima!!!

Andressa é casada e mãe! Sonhando com uma pedagogia educacional diferente da tradicional fundou a Aggu Montessori Experience onde pretende apresentar essa nova metodologia apaixonante para pais, professores e demais interessados.
Comments are closed.