Mas…por onde Montessori entrou em minha casa mesmo??

Mas…por onde Montessori entrou em minha casa mesmo??

A partir do meu primeiro post, em que comentei sobre ter sido encontrada por  Montessori, fiquei refletindo: Mas por onde Montessori entrou em minha casa? Pois bem, essa reflexão me trouxe lindas e doces lembranças do meu momento de gravidinha.

Toda mãe, quando descobre que está grávida, logo vai em busca do quartinho para seu pimpolho ou pimpolha. E comigo não foi diferente. Confesso que demorei um pouco para pesquisar o modelo de quarto porque o Thomas só nos deixou descobrir o seu sexo no quinto mês.  Mas uma vez que soubemos que seria menino fui atrás de um modelo de quartinho para o meu príncipe.

No entanto essa busca me deixava um pouco desanimada porque a sensação que eu tinha com um quarto tradicional era dele não ser atrativo para uma criança. Já imaginou acordar e se ver envolto por grades ao seu redor? E de repente surge o rosto de um adulto lá de cima?? Já viram Alice no País das Maravilhas?

Cena do filme Alice no pais das maravilhas. Todos os direitos reservados a Walt Disney

Enfim, o quarto dos sonhos de uma criança!

Foi quando um dia ao jogar quartos para bebês no Google surgiu a Cama Casinha Montessoriana!! Sem falar nada a imagem me traduzia tudo que uma criança gostaria! Me coloquei no lugar de uma criança e refleti: Qual criança que não gostaria de uma liberdade de sair e voltar a sua cama quando tivesse vontade? Basta observar os inúmeros relatos de crianças que escalam seus berços. Talvez por quererem ir a outro lugar ou porque as grades do berço se tornam um atrativo desafio a ser cumprido. Lembrei ainda das vezes em que, enquanto criança, dormia no chão quando ia a casa de amigos ou parentes, como aquilo era uma festa!!!

E foi refletindo em tudo isso que tive a certeza que era isso que eu queria ao Thomas: que ele tivesse a liberdade de sair de seu espaço e se sentisse impulsionado para tal atitude.

Cama Montessoriana. O modelo acima poderá ser encontrado no blog Grão de Gente

Foi aí, exatamente aí, o meu primeiro contato com Montessor: através do quarto. A partir daí me debrucei num intenso estudo sobre a pedagogia Montessoriana me maravilhando cada vez mais a cada descoberta dessa pedagogia!!

Porém todo estudo, logicamente, gera um conhecimento. E através dos estudos eu descobri que ser Montessoriano não se resumia apenas em um quarto! Mas isso ficará para outro post.

Andressa é casada e mãe! Sonhando com uma pedagogia educacional diferente da tradicional fundou a Aggu Montessori Experience onde pretende apresentar essa nova metodologia apaixonante para pais, professores e demais interessados.
Comments are closed.