Graça e cortesia: limpando o nariz

Graça e cortesia: limpando o nariz

Hoje vim preparada para falar do quarto Montessoriano! Porém algo nesse final de semana aconteceu para que eu repensasse no meu post. Vou falar sobre graça e cortesia.

Nesse final de semana o Thomas adquiriu um pequeno resfriado. Como toda e qualquer criança, obviamente que ele não gosta de limpar o nariz com o lenço. Assim, quando o Jonas e eu íamos limpar seu nariz, o Thomas batia em nossas mãos, virava a cabeça para o lado, passava a mão por aquela secreção verde (vulgo catarro) que saía do nariz e assim por diante. Como o Thomas estava com bastante secreção, a limpeza era constante deixando-o irritado com a limpeza e nos deixando um pouco irritados pelos obstáculos para limpar o nariz.

Bom, mediante esse cenário passei a refletir de que forma eu poderia tornar a limpeza de nariz “mais agradável” ou menos incomodativo ao Thomas. Foi quando lembrei de Maria Montessori falando do respeito à criança, ou seja, do nosso dever em pedir licença para as atitudes que vamos tomar com a criança. Mediante isso passei para a prática. Cada vez que ía limpar o nariz do Thomas eu dizia: “filho você dá licença para a mamãe limpar seu nariz?” Gente na primeira vez algo incrível já aconteceu: o Thomas deixou eu limpar seu nariz sem oferecer obstáculo nenhum! “Hummm, pensei: Foi sorte”. Repeti minha atitude e o Thomas repetiu a dele! Assim a cada limpeza de nariz eu pedia licença e ele deixava tranquilamente!!! Pensem o Thomas só tem sete meses e meio! Ensinei a técnica ao Jonas e o mesmo resultado foi obtido.

Educar para a Paz através da graça e cortesia

Os caprichos e desobediências da criança não são outra coisa senão aspectos de um conflito vital entre o impulso criador e o amor para com o adulto que não a compreende.

(Maria Montessori)

Graça e cortesia era um dos apectos que Maria Montessori defendia. Segue algumas lições de graça e cortesia:

  • Saudar as pessoas de acordo com vários graus de intimidade:Você; Senhor; Senhora; Doutor; Doutora; Vossa Excelência;
  • Como dizer obrigado, por favor, com licença;
  • Como se comportar

É através de graça e cortesia que Maria Montessori defendia a idéia de educar para a paz. Essa educação só é possível através do respeito pela criança e da compreensão da mesma.

Surra vs Graça e cortesia

E foi justamente nesse trabalho com meu filho que passei a refletir sobre os métodos de surrar filhos. Me refiro ao surrar de cinta, chinelo, tapas na cara, puxões de orelha e por aí em diante. As vezes a surra nem é física, mas verbal diante da expectativa quebrada de um filho que idealizamos.

Então me questionei: como podemos educar para a paz se estamos agredindo algo de sagrado de nossas crianças: seus corpos! Como educamos para a paz se iniciamos a guerra em nossa casa? Como educar para a paz se não há respeito?

Pois é, fica aí a reflexão! Até a próxima!!

 

Andressa é casada e mãe! Sonhando com uma pedagogia educacional diferente da tradicional fundou a Aggu Montessori Experience onde pretende apresentar essa nova metodologia apaixonante para pais, professores e demais interessados.
Comments are closed.